Gêneros Literários: Terror

 

Estamos no mês do Halloween e nada melhor que começar essa série de conteúdos sobre os gêneros textuais com o Terror. Até o século XVII, o gênero foi influenciado pelas lendas, pela religião, pelo folclore e por mitos contados afim de explicar diversos fenômenos do universo. O medo, principal emoção explorada nas obras, era bastante usado como forma de dominação principalmente pelo cristianismo. O inferno era visto como forma de punir os pecadores.

Depois do século XVIII, com o iluminismo, houve uma necessidade maior de explicar o mundo de forma racional. O homem foi afastado da natureza e diversas áreas da ciência avançaram.

Nesse momento surgiram os elementos da literatura Gótica, como fantasmas considerados sobrenaturais. Esses elementos podem ser encontrados no gênero horror, que se diferencia do terror pela presença do sobrenatural enquanto o terror foca-se na construção do suspense. Um exemplo de romance gótico é O castelo de Otranto de Horace Walpole, escrito em 1764.

Resultado de imagem para terror

Imagem: Jovem Nerd

No século XIX, com o a valorização da ciência, as obras passam a se basear na racionalidade, como a obra de Maru Shelley, Frankenstein (1818) que teve como base as experiencias de Luigi Galvani. A psicologia e a psicanalise passam a explicar fenômenos antes vistos como possessão demoníaca ou por espíritos, dando outra visão para as narrativas, razão pela qual o terror pode ser associado tanto a fantasia quanto a ficção científica. Alguns dos principais nomes do gênero terror são Bram Sloker (1847 – 1912), que escreveu Drácula (1897), Edgar Allan Poe (1809 – 1849) e Ambrose Bierce (1842 – 1914).

No século XX, há uma exploração do espaço como cenário das obras de terror. Surge um novo conceito: o Horror Cósmico. Idealizado por Love Craft, autor do ensaio O Horror Sobrenatural na Literatura. Ainda no século XX, o drama passa a fazer parte do gênero como forma de atingir o público cada vez mais cético, trazendo conflitos pessoais dos personagens, como a obra O exorcista (1971) de William Peter Blatty e as obras de Stephen King.

 

Segundo Robert McKee, o terror pode ser dividido em três subgêneros: mistério (fonte do terror assombrosa, sujeita a explicações racionais), sobrenatural (fenômeno irracional do mundo dos espíritos), super mistério (público tenta adivinhar de qual subgênero é o fenômeno). Além disso, o gênero é composto pelos seguintes elementos: fusão (soma de duas condições contraditórias no mesmo ser), fissão (soma de condições, com divisão atemporal, no mesmo ser), magnificação / massificação (violação da natureza. Algo maior ou em maior número que o natural), metonímia (o ser é rodeado por elementos fóbicos).

.
Referências:

Formiga Elétrica

https://formigaeletrica.com.br/livros/terror-na-literatura/

Livro nas mãos

http://livronasmaos.blogspot.com/2013/01/genero-literario-terror.html?m=1

Da Literatura

http://www.daliteratura.com.br/2017/10/o-que-e-terror.html?m=1#

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s